A hipocrisia de grande parte da esquerda

A propósito de uma notícia da TSF de ontem acerca do sector da restauração que irá fechar o ano com contas negativas, mostrando-se contra as medidas negativas do Governo, pergunto-me porque é que não aplicam o discurso de grande parte da esquerda: “Contas? Quais contas? O importante são as pessoas!” Estão com contas negativas e vão despedir ou encerrar? Não! Esqueçam as contas! O importante são as pessoas!

Anúncios

Televisão: publicidade limitada a 12 minutos por hora

O Conselho de Ministros aprovou ontem uma proposta de lei que altera a Lei da Televisão, transpondo uma Directiva da União Europeia que estabelece um  limite de 12 minutos de publicidade por hora.

Entre outras alterações elimina-se o intervalo mínimo de 20 minutos entre publicidade, excepto no caso de filmes para cinema ou televisão, informação política, noticiários e programas infantis, que só poderão ser interrompidos uma vez a cada 30 minutos.

Fonte: Governo da República Portuguesa

Sócrates foi entregar Magalhães só para a fotografia

“A Escola do Freixo, em Ponte de Lima, foi o palco escolhido por José Sócrates, na passada quarta-feira, para mais uma acção de promoção dos computadores da JP Sá Couto para o 1.º ciclo. Sócrates chamou os jornalistas e distribuiu os Magalhães pelas crianças. Mas, terminada a cerimónia oficial, os portáteis tiveram de ser devolvidos.”

“Contactado pelo SOL, o conselho executivo da Escola do Freixo explicou que as crianças não puderam ficar com os computadores, «porque há questões administrativas a tratar».”

Veja a notícia: Sol

Hospitais vão ter ranking online

“O Governo vai criar um novo portal, na dependência da ministra da Saúde, que divulgará a partir da Internet os indicadores de acesso e de qualidade dos hospitais.”

“A criação do Portal da Transparência está contemplada no Orçamento do Estado (OE)para 2009, que é hoje apresentado na Assembleia da República, refere o Diário Económico, citando um documento preliminar a que teve acesso.”

Veja a notícia: TeK Sapo

Prestação da casa substituída por renda

As famílias que tiverem dificuldades em pagar a prestação da casa poderão em 2009 vê-la transformada em renda mensal de valor mais baixo. Esta é uma das muitas novidades do Orçamento de Estado para o próximo ano. A medida permite às pessoas que tenham dificuldades em pagar as pretações do crédito à habitação ver a sua despesa mensal ser substituida, durante alguns anos, por uma renda mais baixa que o valor da prestação.”

 

Segundo o CM, em caso de incumprimento das prestações, o banco torna-se dono da casa e arrenda-a à mesma pessoa, ou vende-a ao fundo do Estado, que faz um contrato de arrendamento com inquilinos. Em ambos os casos, os arrendatários têm opção de compra da casa ao fim de 10 anos, sendo feito um novo crédito.”

Fonte: Sol

Imóveis do Estado vão pagar renda… ao Estado

“Os imóveis ocupados pelo Estado vão passar a pagar renda, a partir de 2010, para racionalizar o espaço utilizado.”

“A garantia é do Ministério das Finanças, que será o responsável pela fixação dos valores das rendas, a ter em conta na preparação do Orçamento do Estado para 2010. Os serviços do Estado vão ter de definir até 31 de Março de 2009 qual o espaço de que precisam para manter o funcionamento e os imóveis que podem libertar.”

Veja a notícia: Público

Educação: Governo pagou anúncios para promover iniciativas

“O Ministério da Educação gastou cerca de 30 mil euros para publicitar as suas iniciativas num jornal diário. O PSD acusa a ministra da Educação de «utilização abusiva de meios de propaganda», enquanto Maria de Lurdes Rodrigues defende que se trata do «dever de informar e de comunicar».

“Pagou a publicitação de pelo menos 35 iniciativas suas, desde Janeiro de 2007, na página de abertura da secção anúncios do «Jornal de Notícias». Por cada anúncio em formato noticioso – com títulos como «Plano tecnológico revoluciona escolas» (ver pdf clincando em cima da foto) – pagou 728 euros, acrescidos de IVA. Fazendo as contas dá 30.830 euros gastos em publicidade.”

Veja a notícia: Expresso