Why Can’t You Use Phones on Planes?

Anúncios

Barcelona voa no avião do Sporting de Braga

O clube de futebol Barcelona utilizou o avião do Sporting Clube de Braga para a deslocação até Copenhaga, onde jogará amanhã a próxima partida para a Liga dos Campeões. O assunto está já a criar polémica na Catalunha. Ao que parece, a agência oficial do clube, RACC, responsável pela viagem, sabia que o avião era da equipa portuguesa mas não esperava que tivesse estampado o nome e escudo da equipa.

É preciso esclarecer, conforme nos é dito pelo blogue O Mundo Sobre Asas, que evidentemente o Braga não comprou um avião. Trata-se de Airbus A310 da companhia Portuguesa HiFly que estará ao serviço do clube até finais de do mês de Dezembro. Segundo aquele blogue o clube terá pago 40.000 euros pela colocação do seu nome e logótipo no avião. As cores de fundo da fuselagem e do leme já estavam assim.

Avião Sporting de Braga Projecto

Fotografia de João Luís em PortugalSpotters.org:

Avião Sporting de Braga foto João Luís

Sport.es: El Barça viaja a Dinamarca… ¡con un avión del Sporting de Braga!
Madrid-Barcelona.com: El Barça le ‘roba’ el avión al Sporting de Braga
Arsenal de Braga: Barcelona Voa no Avião do Sporting de Braga

Alemãs tentaram transportar cadáver em avião

Duas mulheres alemãs foram detidas no aeroporto de Liverpool depois de tentarem embarcar o corpo de um familiar no avião rumo a Berlim, como se este ainda estivesse vivo.

O cadáver, com óculos escuros, foi colocado numa cadeira de rodas para tentar iludir as autoridades.

Fonte: Sol

Criança em torre de controlo dá indicações a pilotos

Há cerca de duas semanas um pai norte-americano levou o seu filho para o emprego. O problema é que a sua profissão é um dos trabalhos com maior responsabilidade. Este controlador aéreo permitiu que a criança fizesse cinco transmissões a aviões que estavam a preparar-se para a descolagem.

A federação norte-americana de aviação considerou o incidente inaceitável, acrescentando que não demonstrava o profissionalismo esperado pelos funcionários. O pai e o seu supervisor estão agora impedidos de controlar o tráfego aéreo até a investigação acabar.

Fonte: Sol

Ryanair com voos a um euro

A Ryanair anunciou hoje que oferece um milhão de lugares a um euro para viajar a partir dos aeroportos de Porto e Faro em final de Outubro e Novembro. Estes lugares podem ser reservados até à meia-noite de quinta-feira.


Esta iniciativa surge como forma de celebrar 3,5 milhões de passageiros de/para o aeroporto Francisco Sá Carneiro, no Porto, desde Janeiro de 2005.

Fonte: Sol, Oje, RTP, Jornal de Notícias

PetAirways: a companhia aérea para animais

A PetAirways é a primeira companhia aérea do mundo unicamente para animais de estimação. Começou a voar em 14 de Julho entre várias cidades norte-americanas.

Em vez de viajarem no porão do avião, como sucede na maioria das linhas aéreas regulares, os passageiros “de estimação” da PetAirways voam comodamente em aviões Beech 1900, cujas cabinas foram adaptadas especificamente para o efeito, acolhendo somente 50 passageiros.

Os comissários e hospedeiras de bordo desta linha receberam formação especial para cuidar dos animais, controlando-os em cada 15 minutos e tirando-os regularmente dos seus compartimentos para irem à casa de banho. As tarifas oscilam entre 300 e 500 dólares.

Fonte: Sol
Site: Pet Airways

Para que servem as bolas nas linhas de alta tensão?

Hoje vou desvendar o mistério das bolas nas linhas de alta tensão com informação oficial, irrefutável. Começo por dar a resposta: servem para tornar as linhas visíveis aos pilotos de aeronaves – são as designadas balizagens aeronáuticas.

Lembro-me de já em pequeno reparar nas bolas brancas e vermelhas nos cabos de alta tensão. É uma imagem que tenho presente, a de longos cabos de alta tensão sobre um grande vale, com várias esferas vermelhas e brancas ao longo dos cabos.

Na altura fiquei sem resposta para a existência das ditas esferas e só há pouco tempo comecei a reparar novamente e me apercebi que só existem em grandes vales ou junto de auto-estradas e itinerários principais. Isto levava à conclusão lógica que seriam para tornar os cabos de alta tensão visíveis para as aeronaves que precisassem de fazer uma aterragem de emergência nesses locais ou que voassem a baixa altitude como os helicópteros. Contudo, amigos garantiam-me que serviam para evitar que os cabos balançassem com o vento e tocassem uns nos outros.

Perante toda esta confusão, decidi pesquisar a função das ditas esferas. Como podem ver, encontrei várias respostas:

– são esferas de sinalização; servem para chamar a atenção dos pilotos de aeronaves, principalmente helicópteros, e mostrar que lá há um fio [Superinteressante]
– servem para impedir que os fios se toquem provocando um curto circuito, são colocadas quando o vão (distância entre os dois postes) é muito longa, o vento dos temporais é bastante forte e por incrível que parece aproxima os fios [Yahoo! Respostas]
– servem para evitar acidentes com carros [Tolices do Orkut]
– são esferas dissipadoras electro-geométricas; são colocadas nos cabos e aço entre as torres – e nunca nos fios de alta tensão, servindo para atrair os raios que possam atingir os fios e jogá-los pelo cabo de uma esfera para a outra, até que a corrente chegue à estrutura metálica das torres, e por ela atinja o solo [Blog das Piranhas]
– elas são para quando os fios dão uma dilatada, eles não quebrarem; são para quando os fios dilatam com o calor e encolhem no frio, elas servem como uma junta de dilatação [Yahoo! Respostas]
– servem para evitar trepidação no carregamento de energia aquelas bolas laranjas tendem a equilibrar a corrente eléctrica [Yahoo! Respostas]
– são flutuadores, pois contêm hélio [Portal das Curiosidades]
– são pontos de controlo com um aparelhómetro qualquer lá dentro [Portal das Curiosidades]

É engraçado verificar como a mente humana inventa quando não sabe a resposta. A resposta correcta para a função dessas bolas é-nos dada pelo Instituto Nacional de Aviação Civil na Circular de Informação Aeronáutica 10/03 de 6 de Maio sobre Limitações e Altura e Balizagem de Obstáculos Artificiais à Navegação Aérea:

– as bolas de balizagem (balizas) de cabos de uma linha aérea, de energia ou de outra finalidade, destinam-se a torná-los visíveis à distância considerada segura para que o piloto se aperceba da sua presença [Instituto Nacional de Aviação Civil]

A referida Circular de Informação Aeronáutica diz o seguinte sobre balizagem diurna dos cabos de uma linha aérea:

O conjunto de cabos de uma linha aérea, de energia ou de outra finalidade, será balizado por bolas de balizagem (baliza) com as seguintes cores, dimensões e distâncias:

a) Cada baliza deverá ser de uma só cor, branca, vermelha ou laranja, devendo ser escolhida a que apresente maior contrate com o meio ambiente.
b) Cada conjunto de balizas instalado ao longo de um cabo deverá ser:

b.1 De uma só cor, preferencialmente vermelha salvo se não for contrastante, quando apenas forem necessárias quatro ou menos balizas, ou,
b.2 De duas cores, quando forem necessárias cinco ou mais balizas. Neste caso, as balizas deverão ser alternadamente de duas cores a escolher entre a branca, a laranja e a vermelha.

As balizas são esferas de fibra de vidro ou resina de poliéster com cerca de 50 cm de diâmetro e 5 kg de peso [Galadriel].

Durante o ano de 2008 o Gabinete de Prevenção e Investigação de Acidentes com Aeronaves (GPIAA), recebeu quatro notificações de colisões de helicópteros com cabos eléctricos não balizados. Destas quatro colisões, duas verifcaram-se no decurso de operações de ataque a incêndios durante a fase de reabastecimento de água a partir de albufeiras localizadas em rios [Relatório Final N°19/INCID/2008].

Espero que com esta descrição detalhada da função destas bolas não haja mais ninguém a inventar uma qualquer função às ditas.

Instituto Nacional de Aviação Civil: Circular de Informação Aeronáutica 10/03 de 6 de Maio – Limitações e altura e balizagem de obstáculos artificiais à navegação aérea
Galadriel: Signal spheres for high tension lines
P&R Technologies: Power Line Markers
EDP: Distribuição de Energia Eléctrica

Passageiro repara avião e evita atraso de oito horas

“Perante a possibilidade de um atraso de oito horas num voo entre Espanha e a Escócia, devido a um problema técnico, um passageiro da Thomas Cook, engenheiro de aviões, chegou-se à frente e decidiu oferecer-se para reparar a aeronave.”

“Resolvido o problema, o avião pôde deixar a ilha de Menorca no sábado e aterrar em Glasgow com um atraso de apenas 35 minutos.”

Notícia do Sol

Piloto da Continental Airlines morre durante o voo

O piloto de um Boeing 777 da companhia Continental Airlines morreu hoje em pleno voo. O avião, que fazia a ligação entre Bruxelas e Newark, continuou a ser comandado pelo co-piloto e outro piloto que também integrava a equipa do Boeing 777 do voo 61 da Continental, tendo aterrado em segurança.

A bordo do avião, que partiu de Bruxelas às 9h45 locais, seguiam 247 passageiros. O comandante, de 61 anos, trabalhava na companhia norte-americana há 21 anos, informou a Continental em comunicado.

Notícia do Público, Sol, Expresso, Jornal de Notícias, Diário de Notícias