Há radares nos pórticos das ex-Scut

A existência de radares nos pórticos das ex-Scut não é um mito. Existem mesmo. No entanto, segundo fonte oficial do Ministério da Administração Interna de Março de 2011 citada pelo Público, só servirão para multar os infractores quando estiver concluído o plano nacional de radares nas auto-estradas, o que implicará a legalização da recolha e tratamento dos registos dos infractores através da Comissão Nacional de Protecção de Dados.

Já a existência de radares nas portagens da Via Verde é um mito. A Brisa e a Via Verde Portugal não têm radares instalados nas portagens. O mesmo pode ser confirmado no site oficial da Brisa.

Anúncios

Sócrates tem de ser responsabilizado

“O senhor Primeiro-Ministro vai ter de ser responsabilizado por tudo o que fez ou não fez nestes últimos anos”. Quem o diz é Aguiar Branco e concordo totalmente. Aguiar Branco começa por dizer: “É o seu défice, a sua dívida é a sua culpa”. Não posso estar mais de acordo.

Quem não se lembra de ouvir José Sócrates dizer há uns meses: “O nosso défice aumentou porque nós decidimos aumentá-lo“. Pois bem, espero que esta declaração sirva um dia para que seja julgado, quer pelos portugueses quer pela justiça. Espero que tal como na Islândia que vai julgar o ex-primeiro-ministro Geir Haarde acusado do colapso financeiro da Islândia, também um dia o actual Primeiro-Ministro de Portugal seja julgado na justiça e não apenas pelos portugueses.

Alemãs tentaram transportar cadáver em avião

Duas mulheres alemãs foram detidas no aeroporto de Liverpool depois de tentarem embarcar o corpo de um familiar no avião rumo a Berlim, como se este ainda estivesse vivo.

O cadáver, com óculos escuros, foi colocado numa cadeira de rodas para tentar iludir as autoridades.

Fonte: Sol

Não envie mensagens enquanto conduz

O envio de mensagens de telemóvel enquanto se conduz é proibido no Reino Unido. Um anúncio institucional, que está a ser mostrado nas escolas, recria o que pode acontecer quando a atenção é desviada para o telemóvel. O vídeo foi feito com a participação de actores e polícias da localidade de Gwent, no País de Gales.

Atenção: as imagens podem ser consideradas chocantes.

Gwent Police: COW – The film that will stop you txting and driving

Mulher contrata polícia à paisana para matar marido

Uma norte-americana de 26 anos, Dalia Dippolito, foi detida ontem por contratar um assassino profissional para matar o marido. Acontece que o assassino era afinal um polícia à paisana. A polícia de Boyton Beach encenou o crime e gravou a comunicação do homicídio à mulher que, qual actriz, desatou num pranto pela morte do marido.

De acordo com a polícia, a mulher forneceu fotografias do marido de 38 anos Michael Dippolito e deu 1200 dólares ao agente encoberto para comprar uma arma. Também forneceu detalhes do horário de Michael. Na segunda-feira à tarde, o agente encoberto que se fazia passar por assassino marcou um encontro com Dalia Dippolito tendo-lhe pedido 3000 dólares e uma chave para a casa do casal.

O agente encontrou-se ainda outra vez com a mulher num estacionamento de uma farmácia e perguntou-lhe se ainda queria que ele matasse o marido. Em resposta à pergunta do agente, riu e disse: “Ficarei muito contente. Não vou mudar de ideias. Tenho 5000% de certeza que quero isso feito”. A mulher, Dalia Dippolito, foi acusada de homicídio em primeiro grau e foi levada para a prisão de Palm Beach.

Fonte: SIC, ABC News, AOL, FOX News, Puggal

Violência doméstica: quando as vítimas são eles

“São alvo de coacção, injúrias, chantagem, agressões físicas e, até mesmo, sexuais. O número de homens a fazer queixa por violência doméstica não pára de aumentar. «A partir do dia em que acordei com uma faca no pescoço só pensava em sair de casa. Fui ficando por causa dos miúdos, mas não aguentei». Já passou um ano desde que Luís (nome fictício) decidiu ir embora, mas os longos meses de discussões, agressões e até mesmo ameaças de morte continuam na memória. O que começou por ser uma história de amor terminou como «um pesadelo de ciúmes obsessivos», onde a violência doméstica tinha um rosto dominante feminino.”

“«Na fase em que ela agarrava em facas e se plantava à porta de casa para eu não sair, cheguei a temer pela segurança dos meus filhos. Mas ela nunca foi violenta com eles, era como se tivesse dupla personalidade», lembra Luís, pai de duas crianças com 5 e 8 anos. «Quando lhe disse que ia embora ameaçou que fugia e que nunca mais os via».”

Notícia do Expresso

Homem que ameaçava saltar de ponte foi empurrado

Um chinês que ameaçava cometer suicídio ao saltar de uma ponte no sul da China foi empurrado por um transeunte irritado, informou neste sábado a imprensa chinesa. O soldado da reserva Lian Jiansheng, de 66 anos, rompeu um cordão policial que protegia a área para estender a mão ao suposto suicida, Chen Fuchao, antes de empurrá-lo da ponte Haizhu.

Chen foi hospitalizado com algumas lesões e Lian, detido pela polícia. “Eu empurrei-o porque os suicidas, como Chen, são muito egoístas. As suas acções violam muitos dos interesses públicos”, disse Lian, citado pelo jornal Daily China. “Eles realmente não se atrevem a suicidar-se, só querem atrair a atenção de autoridades importantes do governo”, acrescentou.

Fonte: Sol, China Daily

por Hugo Cadavez Publicado em Polícia Com as etiquetas

Milionários por erro do banco estão desaparecidos

“Um casal neozelandês, pediu um empréstimo bancário de menos de 5 mil euros, mas o banco enganou-se e depositou mais de 4 milhões e 400 mil euros. Com tanto dinheiro na mão, os dois não esperaram e puseram-se em fuga. Nunca mais ninguém os viu, desde 07 de Maio, e são agora procurados em todo o mundo.”

“A polícia está convencida que os dois já deixaram o país. O banco diz apenas que está a fazer tudo «através de acções civis e criminais, no sentido de recuperar o dinheiro roubado».”

Notícia do TVI24

Polaco preso ao querer “fazer do filho um homem”

“Um polaco, no Reino Unido, decidiu levar o seu filho de 14 anos às prostitutas para que ele pudesse perder a virgindade. A intenção acabou por resultar na detenção do pai, depois de escolherem uma polícia disfarçada de prostituta, durante uma operação policial contra a prostituição.”

Fotografia por rubira

“Foi condenado a dez meses de prisão mas a pena foi suspensa por um ano, uma vez que o juiz Jonathan Teare considerou que o pai do jovem tem um excelente carácter, não apresentando qualquer perigo para o seu filho.”

Notícia da TVI24